20 de mai de 2014

Nem tudo é perfeito...

Independente da opinião pessoal sobre a qualidade da revista, acompanho sempre a SUPER TREINO. Na edição de nº 67, o professor Mauricio de Arruda responde a uma questão de um leitor que vale a pena compartilhar. Trata-se de algo muito atual, uma dúvida pertinente sobre alguns modismos que vemos todos os dias nas praias, parques, praças e no famigerado ambiente de "internet".

Observe a pergunta do leitor e a resposta do professor:


CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR


Essa e algumas outras dúvidas semelhantes apareceram nesta edição da revista. Várias "modalidades" de treino surgiram para os brasileiros em pouco tempo cada uma com algumas particularidades e semelhanças com o convencional. Mas as propagandas feitas sempre tem o caráter de mostrá-las como a solução de todos os problemas. Normal. Cabe ao interessado filtrar o que ouve, lê, e observa, além de tirar suas dúvidas com os profissionais da área.

Um exemplo corriqueiro é o "treinamento funcional" que hoje é oferecido em cada esquina de nossas grandes cidades, muito do que se vê por aí não passa de um treinamento em circuito que tem lá as suas vantagens (muitas, na minha opinião), mas denominar de treinamento funcional pode não ser o mais adequado. Para tanto, é importante saber se tal prática é ou não indicada para seus objetivos, adequada para suas limitações, e, também muito importante: avaliar se o profissional tem a capacidade de atentar para o nível de condicionamento de cada um adaptando as aulas para cada um desses detalhes.

Não aceita qualquer coisa apenas por estar na moda, por um preço mais acessível ou mais caro. Busque informações úteis e evite grandes prejuízos no futuro.

Em tempo: para quem sabe filtrar as boas informações das informações inúteis e/ou desnecessárias, recomendo a revista Super Treino, em especial este número 67, está bastante interessante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá... Obrigado por comentar em meu blog... se desejar, deixe seu e-mail para contato! Continue acompanhando o trabalho!