8 de jan de 2017

Gestantes podem se exercitar

Sim, é possível a mulher manter-se treinando durante a gestação, prática que inclusive é benéfica para a mãe e o bebê.

Apesar do excesso de cuidados com os quais cercam as mulheres no período gestacional, nunca é demais mencionar que GRAVIDEZ NÃO É DOENÇA! Portanto, não há o que justifique o afastamento absoluto dos treinos e outras atividades de seu cotidiano. Há de se convir que algumas atividades cotidianas ou de trabalho são tão extenuantes ou mais que um treino numa academia, e há mulheres  que seguem trabalhando até o nono mês da gravidez.

Claro que a mulher passará por diversas mudanças físicas, fisiológicas e psicológicas durante todo o processo de gestação e isso exigirá atenção e adaptação, mas com o devido acompanhamento clínico e prescrição de exercício responsável por parte do profissional de educação física, é possível tirar o máximo proveito dos treinos, garantindo um parto saudável e sem traumas.

Mulheres que se exercitam durante a gravidez comprovadamente apresentam menor ganho de peso, maior tolerância às dores do parto e tendem a ter bebês mais sadios. O processo de recuperação se dá em menor tempo e mais facilmente conseguem retornar ao seu peso anterior.

O ideal é que a preparação ocorra já alguns meses antes de engravidar. Isso requer planejamento. É mais vantajoso que a mulher já esteja adaptada à rotina de treinos e aos exercícios previamente. Os exercícios em si devem ter como objetivo o fortalecimento do core e assoalho pélvico, a resistência dos membros inferiores e a melhora da condição cardiorrespiratória. 

A prescrição deve levar em conta as alterações do centro de gravidade, alterações posturais o ganho de peso e a consequente sobrecarga nas articulações e coluna. Assim, uma estratégia interessante é possibilitar uma grande variedade de estímulos, aliando treinamento de força, com exercícios aeróbicos além do treino de flexibilidade; até variar o ambiente é válido (parque, piscina, academia). A intensidade dos treinos pode ser controlada pela escala PSE (percepção subjetiva de esforço). Alguns cuidados devem ser observados como evitar exercícios em posição supinada, atentar para exercícios com instabilidade ou que exijam longos períodos em pé ou isometria, além de realizar sempre com roupas leves e com clima confortável.

O objetivo principal nesse período não é o rendimento, não é estético, é proporcionar uma gestação saudável que traga benefícios para a mãe o filho.  Converse com seu professor, tire todas as suas dúvidas e vá vem frente!
***Texto publicado também no site welfaretrainer.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá... Obrigado por comentar em meu blog... se desejar, deixe seu e-mail para contato! Continue acompanhando o trabalho!